Astrogíldo fala do além através da TCI

Astrogíldo fala do além através da TCI

A voz de Astrogíldo foi captada durante o XI Congresso Espírita da Bahia. O Conferencista e Transcomunicador Clóvis Nunes iniciou a sessão fazendo a evocação de entidades ligadas ao movimento espírita baiano, mas para a surpresa de todos o comunicante não foi nenhum daqueles grandes conhecidos do público que estavam sendo evocados, mas um discreto trabalhador espírita de muitos anos. O seu nome não foi lembrado, contudo ele foi trazido pelos outros que estavam na lista. Astrogíldo comunicou-se em verso, uma vez que o mesmo foi poeta, tendo publicado 2 livros de poesia, como era de costume, também declamava em suas palestras. Brincou nos versos, chamando os amigos idosos para o outro lado onde se encontrava depois da morte, “venham logo para cá”, e falou com sua esposa Carminha de forma profunda e carinhosa. Atrogíldo que em corpo físico ja se encontrava debilitado e cego, trouxe prova inconteste da realidade da vida após a morte, emocionando a todos os presentes. Esta comunicação está entre uma das melhores e mais nítidas comunicações realizadas pela técnica de ruídos e rádios e captada por gravador.
Aqui o ouvinte pode escutar de maneira surpreendente, que existe uma trilha por trás da fala do Astrogíldo. Trata-se de um batimento cardíaco que cresce ao longo da mensagem. Esta complexidade neste fenômeno somente foi constatada mais de um mês depois, quando no estúdio, ao ser reproduzida a mensagem, um músico profissional, baterista, observou as batidas. Inicialmente acreditou-se que fosse o som de um bumbo. Depois de aparadas as pesquisas ficou constatado que tratava-se da reprodução do som de um coração humano. A mensagem se enriqueceu após ter sido averiguada por todos que ao fenômeno da voz do além produzida por Astrogíldo, agregava-se ainda mais esta extraordinária paranormalidade.

 

Cló-vis
Saudoso Recado

Hoje vejo em luz suave
Sem sofrimento, sem dores
Assistindo este conclave
Na presença dos mentores.

Aos meus contemporâneos
Que no corpo ainda está
Não demorem muitos anos
Venham logo para cá.

Minha Carminha querida
Dona dos afetos meus
Deste outro lado da vida
Os meus olhos fitam os teus.

Daqui vos fala Astrogildo
Com o petitinga do lado
Etiene, o Deolindo e o Amarildo
Com o Leopoldo Machado.

Possível Clóvis.

 

Confira a Ata da sessão:

 

 

Posts Relacionados